domingo, 21 de fevereiro de 2016

Profissão de arquiteto - entrevista para o Estadão

http://economia.estadao.com.br/blogs/radar-do-emprego/2015/12/20/arquiteto-tem-varias-frentes-de-atuacao-no-mercado/

Reforma urbana - artigo para Revista Princípios

http://revistaprincipios.com.br/n/index.php/janeiro-ano-vii-30/item/222-possibilidades-para-a-construcao-da-reforma-urbana-brasileira#.VsYjULMJKlk.facebook

Sobre o restauro do Instituto Biológico - entrevista

http://www1.folha.uol.com.br/saopaulo/2015/12/1714970-moradores-da-vila-mariana-cobram-restauro-do-instituto-biologico.shtml

Cidade e espaço público - mudanças

Entrevista à Agência Brasil em 18-02-2016 sobre a cidade e a apropriação dos espaços públicos pela população.
Nos últimos anos, a discussão sobre o uso dos espaços públicos da cidade de São Paulo se tornou um assunto recorrente. Diversos movimentos, especialmente na região central, têm organizado festas, atividades culturais e outras formas de…
m.agenciabrasil.ebc.com.br

Umberco Eco entre a realidade e a ficção

Li poucas coisas do Umberto Eco, "O nome da rosa", "Como fazer uma tese", e algumas entrevistas. Em uma das últimas conversas que tive com o professor Cláudio Gomes este foi nosso assunto. Eu havia lhe mostrado um texto que havia escrito sobre o incêndio do Memorial da América Latina sobre meu sentimento em relação à aquela obra. Ele me disse que não havia gostado do texto porque eu ficava no meio do caminho entre um texto poético e um texto racional de opinião técnica ou jor...nalística. Eu tinha esse privilégio de ouvir críticas desse arquiteto dos mais cultos que conheci na FAU, onde a crítica sempre se acompanhava de ensinamentos. E ele me citou o Umberto Eco, o qual estava relendo, exatamente por esse motivo, de como são os limites dos escritos entre a ficção e a realidade.
O motivo desse interesse era a estória que Cláudio Gomes pretendia escrever sobre o romance de Xica da Silva e o João Fernandes. Esse seria o início do seu livro sobre Diamantina.
Os homens cultos que escrevem, deixam perdas para a humanidade, não só para seus amigos e familiares.