terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Vida urbana e compromisso cidadão



Não poderia deixar de falar aqui, nesse espaço livre para a expressão de ideias, que pela primeira vez me candidato a uma função pública como cidadã.

Sou candidata ao Conselho Municipal Participativo da Vila Mariana, junto com outros moradores e atuantes militantes pela qualidade de vida e defesa da cultura em nossa cidade. 

A eleição será no dia 8 DE DEZEMBRO PRÓXIMO, um domingo.

O Conselho Participativo Municipal tem caráter eminentemente público e é organismo autônomo da sociedade civil, reconhecido pelo Poder Público Municipal como instância de representação da população de cada região da Cidade para exercer o direito dos cidadãos ao controle social, por meio da fiscalização de ações e gastos públicos, bem como da apresentação de demandas, necessidades e prioridades na área de sua abrangência.

Qualquer eleitor pode votar em cinco candidatos de qualquer região da cidade, os locais de votação, podem ser encontrados no link abaixo com o número do seu título:


pois o TRE-SP organizou por região e juntou várias zonas eleitorais em algumas escolas. 

Serão eleitos os mais votados de cada distrito. Mesmo quem não vota em São Paulo, trabalha aqui e deseja que essa cidade melhore pode apoiar pedindo votos para seus amigos daqui que poderiam votar. Por isso peço o apoio de vocês para votarem e divulgar entre amigos, a minha candidatura.

No site das subprefeituras estão as listas dos colégios eleitorais agrupados em algumas escolas em cada subprefeitura mas o número 156 também vai informar se o eleitor ligar com o numero da sua seção e zona eleitoral.

Recomendo também os candidatos abaixo:

Um grande abraço. Desde já agradeço o apoio.

Rosana Miranda — número 52058 - Arquiteta Professora Dra. da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (USP)

Denise Delfim — número 52012 - Jornalista e editora do jornal Pedaço da Vila

Ricardo O Outro lado do Muro – número 52053 - Engenheiro Agrônomo, Advogado, e Mestre em Saúde Pública pela USP, iniciou o Movimento O Outro Lado do Muro.

Flávio Carrança — número 52022 - Jornalista e integrante da TV Assim - Associação de Imagens. 

Eliana Tiezzi Nascimento — número 52018 - Psicóloga, psicanalista e coordenadora geral do Projeto Papel de Gente.

Paulo Luciano Sguario Silva — número 52049 - Produtor Gráfico.

Cícera Vieira — número 52009 - Presidente da Associação Mãos Unidas

José Carlos Corrêa Cavalcanti — número 52029 - Ex-professor de Matemática atua em prol de áreas verdes e causas comunitárias na Vila Clementino

 
Amigos da Vila Mariana

Um grupo de moradores do bairro resolveu colocar à prova sua cidadania, aceitando o desafio de candidatar-se ao cargo de membro do Conselho Participativo Municipal, cuja eleição ocorrerá, pela primeira vez em nossa cidade, em 8 de dezembro próximo, pelo voto distrital. Esse Conselho, formado exclusivamente por membros da sociedade civil para a representação de cada região da cidade de São Paulo, permitirá que os cidadãos, eleitos pelo voto distrital, exerçam o controle social das Subprefeituras, assegurando a participação da sociedade no planejamento e fiscalização de ações e gastos públicos, além de contribuir com sugestões de políticas públicas para seus bairros.
A abertura de um tal espaço democrático é motivo de alegria para a comunidade paulistana! Principalmente por se tratar de eleição onde os candidatos a Conselheiros das Subprefeituras são moradores dos 96 distritos que compõem as respectivas áreas administrativas; portanto você sabe quem são, onde moram, que padarias e restaurantes elas frequentam; não são estranhos ao bairro, aventureiros que ali vêm na época das eleições para enganar sua boa fé.
Porém, é preciso discernir entre os cidadãos que realmente defendem uma pauta inteiramente voltada ao interesse público daqueles que, representando o interesse do grande capital, desejam estar junto ao Poder para pressionar em favor de suas demandas, guiadas exclusivamente pela ganância e desejo de lucro exacerbados.
Tenhamos em mente que Vila Mariana hoje é um dos bairros mais visados pela especulação imobiliária, o que acrescenta mensalmente milhares de veículos nas ruas, sobrecarrega a infraestrutura disponível, polui o ar e congestiona cada vez mais o trânsito de nossas vias; acaba com as moradias menores; destrói o pequeno e tradicional comércio das vizinhanças; aniquila a sensação de pertencimento do morador à sua comunidade.
Os cidadãos autênticos, porém, desejam a preservação do meio ambiente, da memória de sua paisagem, com limitação da euforia da construção de prédios imensos, com a criação de mais praças, assim como mais e melhores instituições de saúde e educação pública de qualidade — enfim, políticas públicas voltadas à melhoria da qualidade de vida em todos os aspectos, priorizando o cuidado com as crianças e jovens, com os idosos e com patrimônio cultural material e imaterial do bairro.
Cidadãos da Vila Mariana: mostremos que as manifestações de junho, com o inédito grito de alerta e inconformismo de nossa juventude, inaugurou um novo estágio da consciência cidadã dos moradores de nosso bairro!
Dia 8 de dezembro, vote apenas em pessoas conhecidas e realmente merecedoras de sua confiança!


O texto acima foi escrito em consenso pelo grupo de candidatos acima.













Nenhum comentário:

Postar um comentário