terça-feira, 31 de dezembro de 2013

6000 é um número bonito

6000 visitas no último dia do ano é algo gratificante. Identidade que se encontra via internet.
Talvez seja uma boa conquista nesse aspecto divulgar ideias que encontram eco em algum lugar. Não tenho pretensões por essa via, apenas escrever e deixar registrado aquilo que me toca. Sentimentos, olhares e reflexões. Um bom ano certamente eu terei em 2014. Desejo o mesmo a todos.

domingo, 29 de dezembro de 2013

Fim de ano, feliz ano novo

Viver a vida já é uma batalha diária.
Mas viver o fim de ano com as festas que trazem ausências doídas é tarefa hercúlea.
Parece uma barreira do som e da luz que tenho que passar.
Sobrevivi.
Estou me reorganizando para viver os momentos, mais do que viver os sonhos, que são só sonhos, materialidade da mente.
Melhor será viver cada dia, cada conquista e deixar para trás o que não se pode mudar.
Tarefa difícil pra mim que sou guerreira por natureza, inconformada, obstinada pelos meus sonhos e contra as injustiças da vida.
Mas a vida dos sentimentos é fruto da vontade dos homens e esta ninguém de fora pode mudar.
Por isso afastar da mente os sonhos impossíveis é uma forma de viver a justa medida da vida com as suas mãos e suas próprias pernas e esquecer a terceira perna. Como diz Clarice Lispector, não se pode andar com três pernas. Viver no justo corpo que nos cabe como o balé de Pina Bausch.
Feliz ano novo a todos os meus amigos, filhos queridos, irmãos e sobrinhos.


quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Conselho Participativo e uma cidade mais humana

Escrevo para agradecer e comunicar que fui eleita como Conselheira para a Subprefeitura da Vila Mariana, junto com outros lutadores por uma cidade mais humanizada, mais justa e mais solidária. Esperamos contribuir com propostas para melhorar o nosso cotidiano e tornar nossa cidade nosso "lugar de aconchego".

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Vida urbana e compromisso cidadão



Não poderia deixar de falar aqui, nesse espaço livre para a expressão de ideias, que pela primeira vez me candidato a uma função pública como cidadã.

Sou candidata ao Conselho Municipal Participativo da Vila Mariana, junto com outros moradores e atuantes militantes pela qualidade de vida e defesa da cultura em nossa cidade. 

A eleição será no dia 8 DE DEZEMBRO PRÓXIMO, um domingo.

O Conselho Participativo Municipal tem caráter eminentemente público e é organismo autônomo da sociedade civil, reconhecido pelo Poder Público Municipal como instância de representação da população de cada região da Cidade para exercer o direito dos cidadãos ao controle social, por meio da fiscalização de ações e gastos públicos, bem como da apresentação de demandas, necessidades e prioridades na área de sua abrangência.

Qualquer eleitor pode votar em cinco candidatos de qualquer região da cidade, os locais de votação, podem ser encontrados no link abaixo com o número do seu título:


pois o TRE-SP organizou por região e juntou várias zonas eleitorais em algumas escolas. 

Serão eleitos os mais votados de cada distrito. Mesmo quem não vota em São Paulo, trabalha aqui e deseja que essa cidade melhore pode apoiar pedindo votos para seus amigos daqui que poderiam votar. Por isso peço o apoio de vocês para votarem e divulgar entre amigos, a minha candidatura.

No site das subprefeituras estão as listas dos colégios eleitorais agrupados em algumas escolas em cada subprefeitura mas o número 156 também vai informar se o eleitor ligar com o numero da sua seção e zona eleitoral.

Recomendo também os candidatos abaixo:

Um grande abraço. Desde já agradeço o apoio.

Rosana Miranda — número 52058 - Arquiteta Professora Dra. da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (USP)

Denise Delfim — número 52012 - Jornalista e editora do jornal Pedaço da Vila

Ricardo O Outro lado do Muro – número 52053 - Engenheiro Agrônomo, Advogado, e Mestre em Saúde Pública pela USP, iniciou o Movimento O Outro Lado do Muro.

Flávio Carrança — número 52022 - Jornalista e integrante da TV Assim - Associação de Imagens. 

Eliana Tiezzi Nascimento — número 52018 - Psicóloga, psicanalista e coordenadora geral do Projeto Papel de Gente.

Paulo Luciano Sguario Silva — número 52049 - Produtor Gráfico.

Cícera Vieira — número 52009 - Presidente da Associação Mãos Unidas

José Carlos Corrêa Cavalcanti — número 52029 - Ex-professor de Matemática atua em prol de áreas verdes e causas comunitárias na Vila Clementino

 
Amigos da Vila Mariana

Um grupo de moradores do bairro resolveu colocar à prova sua cidadania, aceitando o desafio de candidatar-se ao cargo de membro do Conselho Participativo Municipal, cuja eleição ocorrerá, pela primeira vez em nossa cidade, em 8 de dezembro próximo, pelo voto distrital. Esse Conselho, formado exclusivamente por membros da sociedade civil para a representação de cada região da cidade de São Paulo, permitirá que os cidadãos, eleitos pelo voto distrital, exerçam o controle social das Subprefeituras, assegurando a participação da sociedade no planejamento e fiscalização de ações e gastos públicos, além de contribuir com sugestões de políticas públicas para seus bairros.
A abertura de um tal espaço democrático é motivo de alegria para a comunidade paulistana! Principalmente por se tratar de eleição onde os candidatos a Conselheiros das Subprefeituras são moradores dos 96 distritos que compõem as respectivas áreas administrativas; portanto você sabe quem são, onde moram, que padarias e restaurantes elas frequentam; não são estranhos ao bairro, aventureiros que ali vêm na época das eleições para enganar sua boa fé.
Porém, é preciso discernir entre os cidadãos que realmente defendem uma pauta inteiramente voltada ao interesse público daqueles que, representando o interesse do grande capital, desejam estar junto ao Poder para pressionar em favor de suas demandas, guiadas exclusivamente pela ganância e desejo de lucro exacerbados.
Tenhamos em mente que Vila Mariana hoje é um dos bairros mais visados pela especulação imobiliária, o que acrescenta mensalmente milhares de veículos nas ruas, sobrecarrega a infraestrutura disponível, polui o ar e congestiona cada vez mais o trânsito de nossas vias; acaba com as moradias menores; destrói o pequeno e tradicional comércio das vizinhanças; aniquila a sensação de pertencimento do morador à sua comunidade.
Os cidadãos autênticos, porém, desejam a preservação do meio ambiente, da memória de sua paisagem, com limitação da euforia da construção de prédios imensos, com a criação de mais praças, assim como mais e melhores instituições de saúde e educação pública de qualidade — enfim, políticas públicas voltadas à melhoria da qualidade de vida em todos os aspectos, priorizando o cuidado com as crianças e jovens, com os idosos e com patrimônio cultural material e imaterial do bairro.
Cidadãos da Vila Mariana: mostremos que as manifestações de junho, com o inédito grito de alerta e inconformismo de nossa juventude, inaugurou um novo estágio da consciência cidadã dos moradores de nosso bairro!
Dia 8 de dezembro, vote apenas em pessoas conhecidas e realmente merecedoras de sua confiança!


O texto acima foi escrito em consenso pelo grupo de candidatos acima.